Prefeitura investiga suspeita de desvio milionário na funerária

Somente em 2016, o montante teria sido superior a R$ 1, 2 milhão. Durante uma década, o esquema pode ter gerado um rombo de R$ 26 milhões

Por Redação (Itu - SP) 09/02/2017 - 20:23 hs
Foto: Prefeitura de Itu
Prefeitura investiga suspeita de desvio milionário na funerária
Cheques são evidências do possível caso de corrupção.

O prefeito Guilherme Gazzola se reuniu com a imprensa, na tarde desta quinta-feira (09/02), para denunciar suposto desvio de verba pública na extinta Secretaria Municipal de Serviços Funerários.

De acordo com os dados apurados pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, a qual o serviço funerário está vinculado atualmente, em 2016 foram repassados à Prefeitura R$ 76.366,00 do total de R$ 1.343.000,00 arrecadados.

Para traçar um comparativo, foi divulgado ainda que somente nos primeiros 30 dias de 2017, o serviço funerário repassou para a Prefeitura o montante de R$ 87.411,00. Outro ponto observado pela averiguação interna é relativa ao potencial perdido ao longo de dez anos, cujo valor é de R$ 26 milhões. Os valores apurados apontam gastos da ordem de R$ 3,3 milhões com preparação de corpos, quando o valor médio de mercado nesse caso seria de R$ 655.000,00.

O chefe do Executivo ituano comentou ainda a respeito da intimação do Ministério Público que trata sobre cobrança indevida de taxa por serviços que foram realizados no cemitério municipal.

Essa taxa já havia motivado averiguação primária na extinta secretaria e deixou de ser cobrada pela atual administração municipal. Gazzola afirmou que a Prefeitura de Itu colaborará com as investigações do Ministério Público e também nomeará uma Comissão de Sindicância para apuração interna do caso.