Acusado de atropelar e matar rapaz e ferir ex-esposa em 2017 vai a Júri Popular nesta tarde

Segundo a Polícia, Fabrício não aceitava o término do relacionamento e passou a perseguir Dayanne quando descobriu que ela namorava outro rapaz.

Por Redação (Itu - SP) 13/09/2018 - 12:23 hs
Foto: Circuito interno de segurança
Acusado de atropelar e matar rapaz e ferir ex-esposa em 2017 vai a Júri Popular nesta tarde
Câmera de segurança flagrou momento da agressão.

O acusado atropelar e matar Edson Wesley Ribeiro e ferir Dayanne Medeiros, em janeiro de 2017, em Itu, teve o julgamento marcado para esta quinta-feira (13) no Fórum da Cidade.

Fabrício Alexandre do Rosário, de 34 anos, está sendo submetido ao Tribunal do Júri desde as 13h. Ele é acusado, pelo Promotor de Justiça Luiz Carlos Ormeleze, pelo crime de homicídio qualificado. Fabrício está preso desde 18 de setembro de 2017, quando foi capturado por policiais civis em Aparecida de Goiânia (GO), após passar seis meses foragido.

O CASO:

Na época, segundo a Polícia, Fabrício não aceitava o término do relacionamento e passou a perseguir Dayanne quando descobriu que ela namorava outro rapaz. Na data do crime, a investigação da Polícia aponta que o acusado rondava a casa da ex-mulher quando a viu na garupa da moto com o, então, atual companheiro. A partir daí, Fabrício teria seguido o casal e acelerado o carro contra a motocicleta na Avenida que dá acesso ao Bairro São Camilo.

Na ação, flagrada por câmeras de segurança, é possível observar com clareza a força do impacto, que joga os ocupantes da moto por vários metros. O veículo, danificado, para ao meio da rua e o motorista volta até as vítimas para agredi-las com socos e pontapés, fugindo em seguida.

O motociclista, Edson Wesley Ribeiro, morreu na hora. O Corpo de Bombeiros ainda iniciou os procedimentos de reanimação, chegando a socorrer o rapaz, que não resistiu. Dayanne sobreviveu sem ferimentos graves, foi socorrida ao Hospital São Camilo e recebeu alta no mesmo dia.