Escolas municipais vão participar de projeto “Meu Herói, o Agricultor”

Alunos dos 04ºs e 05ºs anos vão conhecer a vida do trabalhador rural, participando de atividades lúdicas e concorrendo a um tablet ao final do projeto

Por Redação (Itu - SP) 13/10/2016 - 15:43 hs
Foto: Assessoria de Comunicação de Rafard

Graças a uma parceria entre o Governo de Rafard, Fundação Raízen e DuPont, os alunos dos 04ºs e 05ºs anos das escolas Aurélio Sotto, Profº Luís Grellet e Josefina Chiarini Borghesi irão participar do projeto “Meu Herói, o Agricultor”, ação já realizada em diversas cidades do Estado, e que visa valorizar o trabalhador rural, além de estimular a agricultura sustentável e a preservação do meio ambiente.

Através de uma reunião que ocorreu na segunda-feira (10), na escola Luís Grellet, com a presença da diretora municipal de Educação, Rejane Marretto, coordenadores e professoras das escolas, chefe de Agricultura e Pecuária, Márcio Jacob Hessel, e o chefe da Casa de Agricultura, Décio Leite, as profissionais da Fundação Raízen fizeram uma rápida explanação sobre a empresa, citando alguns projetos e ações feitas com as escolas. Após a apresentação, a bióloga Érica mostrou um vídeo sobre o tema e detalhou o que deve ser feito pelos professores, citando cada passo a ser trabalhado na cartilha do “Meu Herói, o Agricultor”.

A cartilha tem informações sobre as atividades realizadas no dia a dia do campo, como, por exemplo, o uso obrigatório de EPI’s (Equipamento de Proteção Individual), muito importante na aplicação de defensivos agrícolas, e a importância da APP (Área de Preservação Permanente) na propriedade rural, entre outros. Além disso, o material ainda conta com jogos lúdicos e imagens que ilustram o tema.

Rafard terá cerca de 300 alunos no projeto, sendo que estes vão ter a oportunidade de conhecer o dia a dia de um agricultor, em uma manhã muito especial, vendo de perto os animais e entendendo o procedimento para que cada alimento “chegue a sua mesa”.

Ao final dessa interação, cada aluno irá produzir uma redação e criar um desenho referente ao tema, sendo que as melhores produções serão selecionadas por cada escola e irão concorrer a tablets (alunos) e um notebook, prêmio para a escola que obtiver a melhor redação entre as concorrentes.

“Iremos incentivar a criatividade e a consciência socioambiental dos alunos. O projeto “Meu Herói, o Agricultor” mostra às crianças a importância do profissional do campo, o que é muito importante para o desenvolvimento destes jovens, e, por consequência, da região”, destacou Rejane.

Jacob, que irá acompanhar os alunos durante as visitas em campo, falou sobre o que será feito durante esses dias.

“Iremos dividir as turmas em grupos de 20 a 30 alunos, com três monitores responsáveis por acompanhar os alunos em cada estágio do sítio. As crianças vão conhecer a parte prática do dia a dia, desde atividades como plantio e colheita, até ordenhar uma vaca, recolher ovos, visitar APP’s, de modo que entendam a origem dos alimentos e a importância do agricultor, além de desfrutar de toda a beleza natural do local”, explicou.

A entrega das redações e desenhos será no dia 08 de novembro, com a cerimônia de premiação prevista para o mesmo mês.