Parceria entre Governo Municipal de Rafard e CANACAP vai garantir plantio de milho na Fazenda São Bernardo

O diretor de Comércio, Indústria e Habitação falou sobre o projeto da Abaçaí, citando a importância de parcerias como esta.

Por Redação (Itu - SP) 14/10/2016 - 13:18 hs
Foto: Assessoria de Comunicação de Rafard

O projeto da Abaçaí Cultura e Arte, em conjunto com o Governo de Rafard,  e Raízen, realizado na Fazenda São Bernardo, em Rafard, recebeu uma novidade nesta semana. Por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Rafard e a Cooperativa dos Plantadores de Cana da Região de Capivari (CANACAP), o local irá receber mais de 50 mil sementes de milho verde para plantio, o que vai garantir mais de 90 mil espigas para a Festa do Milho que vai ocorrer nos próximos meses.

Através de uma reunião que ocorreu na terça-feira, 04, na sede da CANACAP, o chefe de Agricultura e Pecuária, Márcio Jacob Hessel, e o diretor de Comércio, Indústria e Habitação de Rafard, Pablo Panza Pagotto, discutiram com o gerente geral da empresa, Fernando Quibáo Júnior, e o Eng. Agr. Antonio César Bresciani, a possiblidade da parceria. A ideia é fomentar a “cultura caipira” através de eventos interioranos, como a Festa do Milho, por exemplo.

Após a reunião, ficou definido que a Cooperativa de Capivari fica responsável por fornecer a analise de solo, as sementes e os fertilizantes, sendo que a Abaçaí em conjunto com o departamento de Agricultura e Pecuária e Casa da Agricultura ficam encarregados da assistência técnica.

O diretor de Comércio, Indústria e Habitação falou sobre o projeto da Abaçaí, citando a importância de parcerias como esta.

“O projeto da Abaçaí é fantástico, pois visa deixar Rafard no centro da cultura caipira do país. Através de ações e movimentos como este na Fazenda São Bernardo, o local estará cada vez mais em evidência, com diversos projetos que irão fomentar a cultura e o turismo em nossa cidade”, ressaltou Pablo Panza.

Jacob aproveitou para agradecer a CANACAP por mais uma parceria, e salientou o trabalho que será feito nos próximos anos, com cursos e capacitações para os moradores do local, aproveitando o bom relacionamento com o Eng. Agr. Antonio César Bresciani, que também é o coordenador do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).

“Além do plantio de milho, também foi levantada a possibilidade de cursos do SENAR para os moradores da Fazenda, contribuindo para um cenário de crescente desenvolvimento da produção sustentável, da competitividade e de avanços sociais”, destacou.

Durante as próximas semanas, novas reuniões serão feitas, incluindo ainda uma visita técnica até o local e o agendamento da data para o início do plantio.