Reunião discute cronograma de implantação dos projetos ambientais em Salto

A concessionária demonstrou o georreferenciamento da arborização da cidade, que iniciou em 2017

Por Redação (Itu - SP) 05/01/2018 - 13:38 hs
Foto: Imprensa Salto

A Prefeitura de Salto promoveu reunião, na manhã desta sexta-feira (5), para discutir um cronograma para implantação dos projetos ambientais na cidade, no início deste ano. Estiveram presentes o Prefeito Geraldo Garcia, o secretário de Governo Gilmar Mazetto, a secretária de Meio Ambiente Grasiela Oliveira, o secretário de Obras e Serviços Públicos, Alaor Ourique, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Sergio Baldi, e um representante da concessionária responsável pelo serviço de limpeza urbana e coleta de lixo, CSO Ambiental.

Na ocasião, foi apresentado o projeto de instalação de contêineres soterrados em frente às 15 unidades de educação municipal – Cemus –, que será iniciada na próxima semana. Os contêineres serão instalados nas portas das escolas, servirão para a captação de material reciclável e poderão ser utilizados por todos os cidadãos, além de ser uma ferramenta de educação ambiental junto aos alunos. Segundo a concessionária, a intenção é de que todos os contêineres estejam instalados até o final de março. Além disso, dentro de cada uma das escolas haverá também um contêiner menor, que servirá para a coleta de lixo orgânico e utilização na usina de compostagem.

Também foi apresentado o projeto para a instalação de coletores e de programas ambientais padronizados dentro dos prédios públicos, a começar pela Prefeitura, onde será feita a capacitação de todo o pessoal responsável pela limpeza e manutenção, bem como a conscientização de todo o funcionalismo.

A concessionária demonstrou o georreferenciamento da arborização da cidade, que iniciou em 2017, com a instalação de QR Codes nas árvores da cidade, com todas as informações da cada espécie. A ideia é aprimorar os códigos já instalados e iniciar esse trabalho no Parque Ilha da Usina – que deve ser inaugurado em breve –, com a catalogação de todas as espécies. Além disso, a Prefeitura e a concessionária terão todas as informações com relação às árvores, como data e tipo das podas, entre outras.

Foram apresentados ainda os projetos dos Ecopontos que serão instalados no São Gabriel e no Rondon, bem como um programa que deverá ser desenvolvido junto às feiras livres da cidade.

Para o chefe do Executivo, todos esses projetos fazem parte das diretrizes apresentadas para o Programa Município Verde Azul, no qual a cidade obteve o 7º lugar no Estado de São Paulo em 2017.

“No ano passado apresentamos essas diretrizes no Programa Município Verde Azul e agora estamos colocando-os em prática. Podemos destacar o trabalho de conscientização que faremos junto aos estudantes da rede municipal com a instalação dos contêineres soterrados”, finalizou o Prefeito.